Doria e a incoerência no governo

Doria e a incoerência no governo. Disse hoje o governador do estado:

“Será que vamos precisar ver pessoas mortas nas ruas e nas calçadas para entendermos que a orientação da medicina (para resguardo e isolamento social) é a única alternativa que existe no Brasil e no mundo?”, disse durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Como se isso evitasse as mortes, ou como se todos estivessem nas ruas por vontade própria. Pois ele mesmo entuchou todo a Grande São Paulo dentro do transporte público.

Ele disse também que se reuniram, nesta quarta-feira, 20, pela manhã, 25 dos 27 governadores e que “o sentimento de São Paulo e dos demais governadores é para proteger a vida, obedecer a ciência, respeitar a medicina e fazer uma reunião em paz com o presidente da República”.

O irônico disso tudo é que ele não faz o que manda o Presidente, e coloca a culpa do que está acontecendo graças a ele, justamente no Presidente.

Milhares de pessoas saem todos os dias pois não podem ficar sem comida em casa, o que resultaria numa tragédia 10 vezes maior do que a de hoje. Os que podem ficar em casa não entendem porque os outros precisam sair.

Falta de inteligência, senso, ou falta do que fazer em casa?

Deixe uma resposta

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895