Fogo de Chão demite 690 Funcionários e manda a conta para governadores

1 min read

Fogo de Chão demite 690 Funcionários e manda a conta para governadores. A Churrascaria Fogo de Chão demitiu 690 funcionários, e quer que recebam sua rescisão do Governo Estadual. Desnorteados, empregados demitidos não sabem como fazer para receber.

Casos como este não param de acontecer em todo o Brasil. Empresas usam a pandemia para se livrar dos funcionários e colocam a responsabilidade legal para os governos.

Alegando queda nas vendas devido ao coronavírus, Churrascaria Fogo de Chão demitiu mais de 690 funcionários no mês de abril. Só no ponto de Botafogo, de frente para a baía de Guanabara, dos 82 funcionários, 73 foram demitidos.

O mesmo ocorreu na filial da Barra da Tijuca. A empresa continua funcionando, trabalhando apenas com “delivery”. Além do drama natural causado por demissões, o problema maior é que a empresa se recusa a pagar todas as verbas rescisórias dos empregados, alegando que esta seria uma obrigação do Governo Estadual.

A conta deve ser paga por Dória e Witzel.

Os reais responsáveis pelo quebra quebra de milhares de empresas em São Paulo. Uma vez que não há indícios de controle da pandemia apenas com isolamentos social ou lockdown.

Deixe uma resposta