Recessão aumenta no Japão em 2020

2 min read

Recessão no Japão em 2020 – A queda de 6,4% no último trimestre de 2019, empurra o Japão para uma recessão histórica. Isto também afetas os empregos no Japão.

A terceira maior economia do mundo encolheu a um ritmo anual de 3,4% nos primeiros 3 meses de 2020.

O coronavírus está causando caos na economia global com um custo estimado de até $8.8 trilhões.

Na semana passada, a Alemanha entrou em recessão, visto que grandes economias enfrentam o impacto de lockdowns.

O Japão não aplicou um lockdown nacional, mas emitiu um estado de emergência em abril que afetou severamente as redes de fornecimento e negócios na nação dependente de comércio.

A queda de 3,4% no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para os primeiros meses de 2020, segue um declínio de 6,4% durante o último trimestre de 2019, empurrando o Japão para uma recessão histórica.

Consumidores do Japão vêm sendo afetados pelo impacto duplo, do coronavírus e aumento do imposto sobre consumo de 8 para 10 por cento que entrou em vigor em outubro de 2019.

Enquanto o Japão suspendeu seu estado de emergência em 39 de suas 47 províncias, a perspectiva econômica para esse trimestre atual é igualmente sombria.

Analistas entrevistados pela Reuters preveem que a economia do país encolha 22% durante o período de abril a junho, que seria seu maior declínio em registro.

O governo japonês já anunciou um pacote de estímulo recorde de $1 trilhão e o Banco do Japão expandiu suas medidas de estímulo pelo segundo mês consecutivo em abril.

O primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu um segundo orçamento no fim deste mês para financiar novas medidas de gastos a fim de amortecer o golpe econômico causado pela pandemia.

O Japão enfrenta um desafio único, visto que sua economia está estagnada há décadas, comparada às economias mais dinâmicas das rivais EUA e China.

A nação japonesa também depende pesadamente de exportação de seus produtos e tem pouco controle na demanda do consumidor em outros países, que foi duramente impactada pelos lockdowns do coronavírus. Muitas de suas maiores marcas, como as montadoras Toyota e Honda, têm registrado quedas nas vendas em todo o mundo.

Reuters.

Visite o site Empregos no Japão

Deixe uma resposta